quinta-feira, 2 de março de 2017

PROTEJA SEU CORAÇÃO


A grande batalha do ser humano é travada em seu coração, que é a sede da alma, onde nascem os pensamentos, desejos e vontades. Todos os nossos pecados têm origem em nossa alma.

Daí a importância de proteger o nosso coração para que o pecado não tenha domínio sobre nós. Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti (Salmos 119.11).

É fundamental analisarmos, diariamente, o que se passa em nosso coração; fazer uma faxina para não ficarmos intoxicados com pensamentos e emoções que podem afetar a nossa vida física, emocional e espiritual.

Cuidar do nosso interior é vital para sermos saudáveis. Por isso, a importância de aprendermos a nos comunicar com o nosso coração, observando o que está sendo guardado e o que sai dele.

O salmista Davi tinha o bom costume de conversar com o seu coração. Ele perguntava a si mesmo: Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei na salvação da sua presença (Salmos 42.5).

Diga a você mesmo o que sente em seu íntimo. O simples fato de falar em voz alta produzirá dois efeitos: você enxergará com mais clareza o que está realmente sentindo e liberará um pouco das suas emoções reprimidas.

Davi não apenas admitiu para si mesmo que sua alma estava abatida, mas disse espera em Deus e verbalizou a decisão que tomaria: ainda o louvarei.

Depois de falar a si mesmo o que sente, fale com Deus e não se envergonhe de expor suas emoções para Ele. O Senhor estará sempre pronto para ouvi-lo e atendê-lo.

Verbalize a sua decisão de confiar no Senhor e declare textos da Palavra de Deus que tragam à sua memória a fidelidade do Pai.

Foque seu coração nos aspectos positivos da sua vida e não nos traumas e circunstâncias negativas do passado; aprenda a transmitir sentimentos positivos de amor à sua própria alma. Essa mensagem proporcionará bem-estar ao seu corpo por meio da liberação de hormônios e neurotransmissores benéficos.

Nosso coração tem a habilidade de sincronizar todos os outros sistemas do corpo com o seu ritmo. Se o seu coração estiver cheio de amor, paz, alegria, fé, bondade, mansidão e domínio próprio, transmitirá harmonia ao restante do seu corpo.

Daí a grande necessidade de analisarmos diariamente o nosso coração e retirarmos todo lixo tóxico que pode haver nele, como ódio, ira, ressentimento, inveja, raiva, amargura, vingança, culpa, medo e ansiedade excessiva. Essas emoções alteram os batimentos cardíacos tornando-os irregulares.

Quando vivenciamos o amor de Deus e o amor pelo próximo, o coração, por sua vez, transmite esse amor à nossa mente e a todo o nosso corpo. Quando nosso coração se enche de amor, nosso corpo se torna saudável.

O maior médico que já existiu, Jesus Cristo, explica esse fenômeno: o que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca (Matheus 15.11).

Reserve diariamente um tempo para ouvir seu coração, conversar com ele e fazer uma limpeza diária. Tenha um lugar reservado e sossegado para orar todos os dias e deixe o seu coração experimentar aquilo que você deseja.

Quando o coração está em paz e cheio de amor, ele transmite harmonia ao restante do corpo. Aprenda a escutar, apreciar e proteger essa parte mais preciosa e sensível do seu ser. O coração do sábio instrui a sua boca e acrescenta doutrina aos seus lábios (Provérbios 16.23); o coração alegre aformoseia o rosto, mas, pela dor do coração, o espírito se abate (Provérbios 15.13).

Dra. Elizete Malafaia
Por Wilmar Antunes
Postar um comentário