quarta-feira, 29 de agosto de 2012

O Espírito Santo nos Convence e nos Chama




Um dos efeitos mais devastadores do pecado é que ele nos cegou para não o reconhecermos em nós mesmos. "O deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus" (2 Cor. 4:4).

Só o Espírito Santo pode abrir os nossos olhos. Só Ele pode nos convencer da profundidade do nosso pecado, e somente Ele pode nos convencer da veracidade do evangelho. Esta é uma das razões de o Espírito Santo ser chamado de "Espírito da verdade" em João 14:17.

Jesus, falando do Espírito Santo, disse: "Quando ele vier convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo: do pecado, porque não crêem em mim; da justiça, porque vou para o Pai, e não me vereis mais; do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado" (João 16:8-11).

J. Gresham Machen escreveu: "A atuação misteriosa do Espírito de Deus é indispensável no novo nascimento. Sem isto, todos os nossos argumentos são inúteis...

O Espírito Santo no novo nascimento não transforma uma pessoa num cristão passando por cima das evidências mas, pelo contrário, tira a neblina de diante dos seus olhos, para que ele possa ver as evidências."

Temos de nos lembrar também que o Espírito Santo usa a verdade contida na Palavra de Deus para convencer nosso coração. A Bíblia nos diz: "A fé vem pela pregação, e a pregação pela palavra de Cristo" (Rom. 10:17). E em outro trecho: "A palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao pomo de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração" (Heb. 4:12).

Deus Espírito Santo pode transformar a nossa mais humilde pregação e nossas mais covardes palavras sobre Cristo, por Seu poder, em palavra de persuasão na vida de outras pessoas.

Sem a atuação do Espírito Santo nunca veríamos com clareza a verdade divina sobre o nosso pecado, ou a respeito do nosso Salvador. Isto é o que eu acho que Jesus quis dizer em João 6:44: "Ninguém pode vir a mim se o Pai que me enviou não o trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia."

A Bíblia nos faz urna advertência solene de não resistirmos ao chamado do Espírito Santo. Lemos em Gênesis 6:3: "O meu Espírito não agirá para sempre no homem." Sem a "ação" do Espírito Santo é impossível chegar a Cristo. Mas há o perigo de passarmos do último "retorno", e de nossos corações se tornarem tão insensíveis e endurecidos pelo pecado que não ouvimos mais a voz do Espírito.



Digo novamente que há muitas coisas que não entendemos completamente, e não cabe a nós dizer quando outra pessoa chegou a este ponto. Não poderia, aparentemente, haver homem mais endurecido que o rei Manassés, no Antigo Testamento, e mesmo assim ele no fim se arrependeu do seu pecado, e Deus em Sua graça o perdoou (2 Crôn. 33).

Mas não devemos menosprezar a advertência que a Bíblia nos faz: "Esta é a hora de receber o socorro de Deus! Hoje é o dia de ser alvo!" (2 Cor. 6:2, BLH).

O autor do livro de Provérbios diz: "O homem que muitas vezes repreendido endurece a cerviz (teima em não se corrigir, BLH), será quebrantado de repente sem que haja cura" (Prov. 29:1).


Extraído do Livro O ESPÍRITO SANTO de Billy Graham.

Fonte:http://www.reflexoesevangelicas.com.br
Postar um comentário