sexta-feira, 23 de março de 2012

Grupo ligado à Al-Qaeda assume autoria do atentado na França

Grupo ligado à Al-Qaeda assume autoria do atentado na França: NADA DE "NEONAZISMO".... FORAM OS ISLÂMICOS RADICAIS QUE PERPETRARAM MAIS UM ATENTADO FATÍDICO NA EUROPA

Mohamed Medah, de 23 anos, autor dos recentes atentados de ódio extremista, na França. O jovem trabalhava para a Al-Qaeda.
Um grupo vinculado à rede terrorista da Al-Qaeda no Magreb Islâmico (Aqmi) reivindicou, em um comunicado divulgado nesta quinta-feira (22) na internet, a matança na cidade francesa de Toulouse e convocou a França a revisar sua política hostil em relação aos muçulmanos.
O texto, assinado pela organização "Jund al-Khilafah" ("Soldados do Califado"), que no passado reivindicou ataques no Afeganistão e Cazaquistão, publicou a mensagem no site Shamikh, que divulga geralmente comunicados da al-Qaeda. O atirador que cometeu os sete assassinatos, Mohamed Medah, foi morto com um tiro na cabeça em uma ação das tropas de elite da França nesta quinta.
Fonte: G1
NOTA: Coloquei a reportagem do "G1" de propósito.... Essas "organizações Globo" são uma porcaria, mesmo! Veja como a reportagem frisa que o tal grupo terrorista "convoca" a França a "rever sua ´hostil´ política em relação aos muçulmanos!!!!! Primeiro - e se fosse verdade - ISTO NÃO JUSTIFICARIA NUNCA, ORA BOLAS, TAL CHACINA. E as famílias daquelas vítimas inocentes, inclusive crianças??? Fico imaginando se fosse um judeu que tivesse matado, na Europa, crianças, professores e soldados muçulmanos. Acho que até marcianos desceriam à Terra para protestar contra a barbárie... mas judeus não têm cometido atentados... não explodem casas (senão a de terroristas), não há franco-atiradores judeus mirando nas cabeças de crianças islâmicas.... e, mesmo assim, Israel é condenado no mundo politicamente-correto globalizado como sendo "uma ameaça, um problema mundial"! Sabe, prezado internauta, este antissemitismo maldito (e, agora, não falo como "Pastor" ou "crente", não, falo como cidadão brasileiro e alguém que faz parte deste contexto atual), esta hipocrisia nefasta em nome do politicamente correto movimento globalizador anticristão e anti-judaico tem de acabar. É uma ofensa à humanidade, sim, que uma religião - propagada como "cultura" pela ONU e por Obama - cheguem a níveis como esse. O Islamismo cada vez mais "sobra" das bordas protetoras do multiculturalismo (anticristão) atual, pois não consegue manter na coleira alguns de seus mais ousados e ferrenhos defensores. Pior para a população civil, que vive à mercê de criminosos incoscientes como este jovem, recrutado pela Al-Qaeda. Se este bandido estava sendo "monitorado há tempos pela inteligência francesa", por que não houve uma ação preventiva, já que ele se mostrava um potencial assassino (o que se concretizou)? Por que NINGUÉM expulsou este jovem bandido da França, antes que tal atrocidade fosse cometida? Foi necessário que morressem soldados franceses, 1 professor judeu e 3 crianças judias? Foi realmente necessário? Se foi "falha" da inteligência francesa, então ela precisa ser completamente reestruturada, pois não há sinais de que a Al-Qaeda ou outras organizações radicais islâmicas, que parecem operar livremente na Europa "politicamente correta" de Sarkozy, tenham intenção de acabar com as atrocidades.
Postar um comentário