domingo, 18 de março de 2012

O DEU$ DE$TE $ÉCULO... (REPLAY)

O DEU$ DE$TE $ÉCULO... (REPLAY):

Estamos chegando ao fim de mais uma série de estudos bíblicos da revistas CPAD para Escola Bíblica Dominical (jovens e adultos), comentada pelo Pr. José Gonçalves sob a tutela do Consultor Doutrinário e Teológico da CPAD, Pr. Antônio Gilberto na qual tivemos a oportunidade de discorrer sobre "A VERDADEIRA PROSPERIDADE".


O tema escolhido para o trimestre foi mais do que apropriado para os dias que estamos atravessando, nos quais FAMA e DINHEIRO tomam a primazia não apenas das vidas  de artistas, músicos, astros do cinema (não crentes), mas de pastores, bispos, apóstolos, cantores gospel, animadores de palco e, de quebra, de milhares de crentes cujas vidas sucumbem aos apelos econômicos de mensagens vazias e "enlatadas", bradadas aos berros em microfones potentes (ou nem isso... o que é ainda pior!), de vitória financeira e doce vingança, sobre as vidas de incautos egoístas e egocêntricos.
O DEU$ MARIONETE, manipulável e manipulador, confere e recebe glórias das mãos de homens cujo único interesse é SER!!! É TER!!! É PODER!!! É FAZER!!! É VENCER!!!

Diante deste triste quadro, decidi replicar um post publicado aqui no PPA há 2 anos e meio como forma de protestar contra este estado de coisas que vemos e ouvimos dia após dias serem praticadas no meio dos "filhos da luz", tal como aquelas que no passado nos levam ao arrepio quando feitas ou ditas pelos "filhos das trevas"...

Segue texto original:

Por Robson Silva (11/out/2009)

"Mas, se ainda o nosso evangelho está encoberto, para os que se perdem está encoberto. Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus." (2Co 4:3-4).

Prezado leitor deste blog,


Antes de iniciar meu texto crítico (sim, eu sou um crítico), quero deixar claro, muito especialmente para o amigo que ainda não tem JESUS CRISTO como ÚNICO e SUFICIENTE SALVADOR de sua vida, que o EVANGELHO de NOSSO SENHOR nada tem a ver com as IMAGENS que ilustram este artigo – a despeito do que possam pensar ou dizer (contrariamente, é óbvio) os defensores da TEOLOGIA DA PROSPERIDADE.


Se sua vida financeira não está boa, se tudo vai de mal a pior, se suas contas estão atrasadas, se seus cheques foram devolvidos, se seus títulos foram protestados, se está sofrendo ordem de despejo... Procure alguém que possa te orientar em como administrar melhor os seus recursos financeiros; como recuperar seu crédito; como desenvolver competências que contribuam para seu aperfeiçoamento e ascensão profissional... Estou certo de que há dezenas, centenas e até milhares de profissionais capacitados para fazê-lo. Em outras palavras: TRABALHE! ESTUDE! ECONOMIZE! NÃO SE DEIXE LEVAR PELO CONSUMISMO.


Por outro lado, sou forçado a comunicá-lo de que há uma dívida na qual toda a humanidade (EU, VOCÊ, MINHA MÃE, MINHA AVÓ, MEUS FILHOS...) foi inscrita, ainda que involuntariamente, desde o seu nascimento: A DÍVIDA DO PECADO, contraída no Éden pelo nosso ancestral Adão, cuja satisfação só pode ser consumada pelo SANGUE DE CRISTO derramado no calvário (monte da cruz).

“E vendo passar a Jesus disse: Eis o cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.” (Jo 1:16).Porque é impossível que o sangue dos touros e dos bodes tire os pecados." (Hb 10:4).“Mas, vindo Cristo, o sumo sacerdote dos bens futuros, por um maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, isto é, não desta criação, nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção. Porque, se o sangue dos touros e bodes e a cinza de uma novilha, esparzida sobre os imundos, os santificam, quanto à purificação da carne, quanto mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará a vossa consciência das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?” (Hb 9:11-14).“... porque foste morto, e com o teu sangue compraste para Deus homens de toda a tribo, e língua, e povo, e nação" (Ap 5:9b).“E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito." (Jo 19:30).

Portanto, quer seja você POBRE, quer seja RICO; quer DOUTOR, quer IGNORANTE; quer EUROPEU, quer ASIÁTICO; quer JUDEU, quer GENTIO:


VOCÊ NÃO PODE SATISFAZER POR SI SÓ (PAGAR) A DÍVIDA DO PECADO.


VOCÊ PRECISA RECONHECER SUA CONDIÇÃO PECAMINOSA E SUA INCAPACIDADE DE SE CHEGAR A DEUS PELAS PRÓPRIAS FORÇAS.


APENAS A MEDIAÇÃO DE CRISTO EM SEU FAVOR, ATRAVÉS DE SUA MORTE NA CRUZ, PODE SATISFAZER A JUSTIÇA DIVINA A FIM DE RECONDUZÍ-LO À PRESENÇA DO PAI.


“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;foram da Glória de Deus” (Rm 3:23).“Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz.” (Cl 2:14).“Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.” (1Tm 2:5).“E, por isso, é Mediador de um novo testamento, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna.” (Hb 9:15).


Como disse no princípio, o que se vê nas ilustrações nada tem a ver com o EVANGELHO DE CRISTO. É apenas mais uma maneira de angariar fundos para sustentar o ministério de pseudos pastores (alguns intitulados apóstolos) do século XXI.


Obviamente que a essa altura você deve estar se perguntando: “Mas isso é legal? É correto? É justo?”.


Bem, as respostas para essas indagações são:


Do aspecto jurídico, sim, é legal! Sequer poderíamos sugerir estelionato, já que Deus, na concepção jurídica é algo que está no imaginário social. Transcende a materialidade de qualquer norma jurídica positivada – não poderia ser processado! De igual forma, os sonhos são projetados em um universo imaginário, intangível, incontrolável. Daí que, se você VOLUNTARIAMENTE crê que DEUS pode realizar os seus SONHOS a partir da transferência de seus bens (móveis ou imóveis), mediante DOAÇÃO (desde que declarada a origem) para essa ou aquela instituição religiosa, SIM, É LEGAL.


Agora o que não é legal (coloquialmente falando), nem CORRETO, e muito menos JUSTO é que enganadores façam da alheia um meio de COMÉRCIO. E vou além: em minha opinião é uma blasfêmia associar a CRUZ DE CRISTO às riquezas deste mundo, quanto mais para ilustrar um cifrão ($).


“E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.” (2Pe 2:3).


O próprio Satanás na tentativa de desvirtuar o propósito da CRUZ e de alguma forma afastar o SENHOR de sua missão propôs-lhe a glória deste mundo:


“E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares." (Mt 4:9).“E dizendo: Tu, que destróis o templo, e em três dias o reedificas, salva-te a ti mesmo. Se és Filho de Deus, desce da cruz.” (Mt 27:40).


A MENSAGEM DA CRUZ, meu caro leitor, conforme disse o apóstolo Paulo: “... é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.” (1Co 1:18).

Portanto, no que diz respeito aos seus PROJETOS ou SONHOS, não importa se és um CRENTE EM JESUS ou um CÉTICO: invista neles! Faça como muitos: TRABALHE! ESTUDE! ECONOMIZE! PLANEJE!

Certamente que para o CRENTE, na direção e no temor do SENHOR, e para a GLÓRIA DE SEU NOME, será maior a probabilidade de sucesso:

“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” (Rm 8:28).

Mas se o SEU PROJETO é o CÉU, só JESUS É A GARANTIA. Decida-se para ELE ainda hoje, ou o quanto antes, a despeito de ver ou não seu PROJETO DE VIDA realizado.

“E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo, depois disso, o juízo, assim também Cristo, oferecendo-se uma vez, para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para a salvação.” (Hb 9:27, 28).

Que o Senhor te abençoe!

Prossigo (criticando, e pregando o evangelho...) para o Alvo... Fp 3.14

Atenção: As imagens que ilustram este artigo são de autoria de terceiro não identificado e foram veiculadas na forma de encarte (tamanho A4) em revista evangélica de grande circulação publicada em outubro de 2008.
O nome da revista, bem como da igreja a que se refere o encarte não serão divulgados por razões legais e éticas, exceto se requerido pelo autor.
Postar um comentário