sexta-feira, 2 de março de 2012

Um e-mail ao meu líder


Um e-mail ao meu líder


Assunto: Olá

Esta é a minha última tentativa. Um grito desesperado de socorro. Sei que você me conhece a pouco tempo, claro, de vista, mas o fato é que tendo aceitado a Jesus recentemente e ter entregue minha vida à Ele, preciso conversar com alguém...Por isso, tomei a liberdade de escrever este e-mail, já que é impossível que você olhe pra mim, apesar de achar que você gostaria de poder.

Sei que você é ocupado, mas seu aperto de mão poderia pelo menos parecer menos frio. Tenho dúvidas se o que você me dá (“a paz”), enquanto me cumprimenta, é de verdade, afinal, são tantos jovens para atender, porém é como eu me vejo: mais um. E, talvez, eu seja isso mesmo.

No último domingo aguardei um pouco mais depois do término do culto, mas você entrou tão rápido naquele carro com outros jovens, acho que são seus amigos, que nem deu tempo de eu pedir um conselho pra você. É que gostaria de orar com alguém com experiência na vida cristã, acho que nem sei direito como falar com Deus, mas talvez no próximo final de semana conversemos...

Recentemente, no encontro de jovens, enquanto eram programadas as atividades do ano você disse que deveríamos negar a nós mesmos, mas eu quero saber direito como fazer isso. Você fez parecer tão fácil, mas meus problemas com vícios, que eu larguei faz um tempo, me dizem o contrário. Estou lutando comigo mesmo e precisava de sua ajuda para entender melhor a bíblia, os ensinamentos, sei lá...

Ah! Sabe aquela ficha em que nos “cadastramos” no grupo de jovens? Acho que tem erros grosseiros nela: não há perguntas sobre nossas situações, como é nosso relacionamento familiar, nosso trabalho, faculdade, etc. Acredito que essas coisas vocês têm de perguntar diretamente. Mas passados 8 meses, ninguém ainda veio falar comigo.

Não posso reclamar dos outros jovens, todos me parecem animados, felizes com tudo, é que eu simplesmente não me sinto parte, porque tirando os “olás”, “a paz”, “abraços” e “abraços” não sei nada a respeito de ninguém, e eles também não sabem nada de mim.
Ainda assim, gosto de ir pra igreja, o pastor é simpático, as músicas são legais, você me parece legal também, me sinto bem. O problema é que meus amigos não entendem muito bem minha decisão de ir pra igreja e nem sequer estabelecer relacionamentos com as pessoas de lá. Sei que agendei para falar com você naquele dia em que você faz os “atendimentos”, mas minha mãe ficou doente e eu tive que correr p’ro hospital com ele. Acabei nem conseguindo te avisar, mas como ninguém me ligou também, então deixei pra lá.

Estou saindo em uma viagem com a turma da faculdade e quando eu voltar se você tiver lido este e-mail, poderemos conversar melhor.

Abraços

Matheus 


----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

JOVEM É ENCONTRADO MORTO
Na última segunda-feira foi encontrado o corpo de Matheus Juhir Souza, 23, no banheiro da pousada “Caminho do Sol” em Santos. Amigos encontraram o amigo e chamaram o resgate, entretanto nada pôde ser feito. Segundo parentes, por causa da recaída e a quantidade excessiva de drogas, Matheus veio à óbito.

Juliano Fabricio via
 
Postar um comentário