sábado, 12 de maio de 2012

REFUTANDO AS NOSSAS FRASES HERÉTICAS





Amados, atendendo a alguns leitores que me pediram para que cite as referências bíblicas em refutação às “nossas frases heréticas”, publicadas em www.atosdois.com.br, estou disponibilizando as refutações; gostaria de deixar claro que tais expressões são inseridas no vocabulário evangélico, não por má fé; são tementes servos de Deus que, no ímpeto do seu primeiro amor, escrevem, testemunham ou gravam os seus cânticos disponibilizando-as para todos nós, que também sem maldade as repetimos.
Não dono mas como parceiro da verdade, solicito aos meus leitores que me comentem este artigo com os seus amigos.
Seguem então alguns versículos.

“EU TENHO CERTEZA QUE AQUELE IRMÃO MORREU SALVO”
Ninguém pode ter certeza do destino do seu semelhante. A Bíblia diz que a salvação é pessoal. Ainda que se diga que “Deus revelou”, não serve como fundamento bíblico. Dito está em Mateus: “Porque está escrito: Pela minha vida, diz o Senhor, todo joelho se dobrará diante de mim, e toda língua confessará a Deus. De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.” (Rm 14.10-12).

“DEVEMOS ORAR DE MADRUGADA PORQUE A FILA É MENOR”
Quando dependemos de algum serviço de quem organiza filas, procuramos saber de antemão o melhor dia e horário para sermos atendidos, ou marcamos um horário; assim estamos otimizamos o nosso precioso tempo. No caso das nossas orações, o horário não faz a menor diferença porque Deus é suficientemente capaz de atender a todos simultaneamente. Ele é o Todo-Poderoso. “Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o SENHOR, o Criador dos confins da terra, nem se cansa, nem se fatiga? Não há esquadrinhação do seu entendimento” (Is 40.28). “E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes, todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar” (Hb 4.13).

“ESTOU AGUARDANDO A VOLTA DO SENHOR PARA O ANO TAL”
Ninguém sabe e ninguém está habilitado a dizer o dia da volta do SENHOR. O recado de Jesus quanto a Sua volta é: Vigiai! “Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria que fosse arrombada a sua casa” (Mt 24.43). O apóstolo Paulo disse que ele vem no momento que ninguém espera “porque vós mesmos sabeis muito bem que o Dia do Senhor virá como o ladrão de noite” (1 Ts 5.2).

“EU, COMO MINISTRO DE DEUS, DECLARO VOCÊ EM COMUNHÃO COM DEUS
Esta afirmação pode surgir pelo grande desejo de um ministro ver o seu aconselhado de volta à casa do SENHOR; mas as regras bíblicas não podem ser quebradas. A comunhão não acontece por decreto nem por declaração de ministro; é a partir de uma vida abdicada e consagrada a Deus, possível pela eficácia do sangue de Cristo que nos purifica de todo o pecado e nos dá esta condição. “Se dissermos que temos comunhão com ele e andarmos em trevas, mentimos e não praticamos a verdade. “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo pecado” (1 Jo 1.6,7).

“EU, COMO MINISTRO DE DEUS LHE DECLARO PERDOADO DO SEU ADULTÉRIO COM FULANO(A)”
Quando alguém adultera contra o seu cônjuge, este deve confessar a e pedir perdão à parte traída para que Deus também perdoar. Os ministros do Evangelho não têm prerrogativa de perdoar, eles devem orientar aos pecadores a forma correta da reparação do erro. “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 Jo 1.9). “Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o Justo” (1 Jo 2.1).

“A NOSSA DENOMINAÇÃO É O MODELO DE UMA IGREJA VERDADEIRA”
Nenhuma denominação pode ser considerada como uma Igreja padrão. Deus se quisesse, poderia ter inspirado aos escritores canônicos a descreverem sobre o assunto. A igreja modelo é a Universal (que está no mundo inteiro) edificada no próprio Cristo e não a organizada pelas denominações, “Pois também eu te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mt 16.18). A Igreja Modelo (o corpo de Cristo) tem uma comunhão tão íntima com Jesus que foi comparada ao relacionamento entre marido e mulher “Vós, maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela, para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível” (Ef 5.25-27).

“O SENHOR ME DISSE PARA NÃO PEDIR MISERICÓRDIA, PORQUE ELE VAI FAZER DO SEU JEITO...”
Entendo que há certas pessoas que procedem de forma tão impiedosa que pode suscitar um sentimento de vingança. É possível que o profeta ou a profetiza, usando do Dom que recebeu de Deus, passe uma mensagem sem misericórdia com certo teor de “cobrança”. Vejamos o que a Bíblia diz sobre a vingança: “A mim me pertence a vingança, a retribuição, a seu tempo, quando resvalar o seu pé; porque o dia da sua calamidade está próximo, e o seu destino se apressa em chegar” (Dt 32.35). Sobre a misericórdia diz: “bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia” (Mt 5.7); “Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso” (Lc 6.36); “Antes, sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo” (Ef 4.32); “E, finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, amando os irmãos, entranhavelmente misericordiosos e afáveis” (1 Pe 3.8).
Se o SENHOR disser: “Não peça misericórdia!”, devemos entender isto como uma prova para saber se somos misericordiosos. Abraão foi testado, mas sabia que Deus poderia ressuscitar a seu filho “...porque considerou que Deus era poderoso até para ressuscitá-lo dentre os mortos, de onde também, figuradamente, o recobrou” (Hb 11.17).

“SATANÁS, EU COMO MINISTRO DO EVANGELHO, TE REPREENDO: SAI”
O diabo não nenhum medo de ministro do evangelho; e este não recebeu de Jesus poder para expulsa-lo por si mesmo. O demônio só pode ser expulso através do nome de Jesus. “Muitos me dirão naquele Dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E, em teu nome, não expulsamos demônios? E, em teu nome, não fizemos muitas maravilhas?” (Mt 7.22). “E estes sinais seguirão aos que crerem: em meu nome, expulsarão demônios; falarão novas línguas” (Mc 16.17).

“TEMOS QUE PREGAR PRIMEIRO EM NOSSA TERRA PARA DEPOIS PENSARMOS EM MISSÕES MUNDIAIS
Muitos interpretam de forma errada o versículo: “Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra” (At 1.8) Costumam dizer que a seqüência é: Jerusalém, em seguida a Judéia, depois Samaria e por último os confins da terra. Chegam a fazer a seqüência como sendo, a Cidade, o Estado, o País e os Continentes. Na verdade este versículo já se cumpriu do capítulo dois do livro dos Atos. Se quiséssemos fazer uma analogia, teríamos que considerar os conectivos “tanto em”, “como em”, “e” e “e até”; todos eles dão sentidos de simultaneidade. Não podemos esperar alcançarmos todo o Brasil para depois partirmos para missões mundiais, até porque, Jerusalém não estava toda evangelizada quando a Igreja partiu para a evangelização mundial.

“ESTA OPRESSÃO DEMONÍACA É HEREDITÁRIA”
Um espírito maligno entra em qualquer pessoa onde encontre guarida; não obedecendo a nenhuma linha genealógica.
“Quando o espírito imundo sai do homem, anda por lugares áridos procurando repouso, porém não encontra. Por isso, diz: Voltarei para minha casa donde saí. E, tendo voltado, a encontra vazia, varrida e ornamentada. Então, vai e leva consigo outros sete espíritos, piores do que ele, e, entrando, habitam ali; e o último estado daquele homem torna-se pior do que o primeiro. Assim também acontecerá a esta geração perversa” (Mt 12. 43-45).
 Temos que estar convencidos que os demônios são espíritos e estão prontos para assumirem os corpos dos que lhe derem habitação.
Lembremo-nos: filho de crente não é “crentinho” e filho de endemoninhado não é “endemoninhadinho”. Uma boa meditação em todo o capítulo de Ezequiel 18 vai nos deixar bastante informados da não hereditariedade da salvação e perdição.

“ESTE PECADO SÓ SAI COM JEJUM E ORAÇÃO”
O jejum tem aplicação definida na Bíblia, havendo inclusive uma série de pensamentos e sistemáticas de ensino a respeito da forma de fazê-lo, mas em nenhuma delas diz que serve como elemento justificador. O pecado só pode ser perdoado por Jesus Cristo que para isto deu o seu próprio sangue e vida, morrendo por nós na cruz. “...ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus” (Rm 3.25).

 “A MULHER NÃO DEVE PARTICIPAR DA CEIA DO SENHOR NOS DIAS DE SUA MENSTRUAÇÃO”
Não devem participar da santa ceia do SENHOR as mulheres (e os homens) que estiverem em pecado. Quem vai participar da santa Ceia deve fazer um introspectivo, “Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e, assim, coma do pão, e beba do cálice” (1 Co 11.28). A mulher no seu ciclo menstrual não está em pecado por causa dele. Os apoiadores desta proposição, talvez estejam se espelhando em textos do Antigo Testamento “e o homem que tiver relações com a mulher durante a menstruação ficará impuro sete dias; e qualquer cama em que ele se deitar ficará impura” (Lv 15.24 BLH). Uma parte dos historiadores, exegetas e teólogos dizem que muitas restrições dessa natureza eram feitas devido a situação da época, a caminhada, a forma de vida, a escassez de água, etc.
Se o episódio fosse no Brasil, sendo o povo transportado de Metrô, em um País como o Brasil, rico em água potável, com certeza o assunto teria outra versão. A menstruação não é suja, é um sinal de vitalidade e manifestação da grandeza do Criador.
Da menstruação fala o Dr. Márcio Funghi de Salles Barbosa, médico formado pela UFMG, com especialização em Psiquiatria, Psicoterapia e Sexologia, respondendo a uma mulher em seu site, http://virtualbooks.terra.com.br/marciofunghi:
“Você, como muitas mulheres, deve ter sido criada com a sensação de que a menstruação é algo que exige resguardos. Muitas sequer chegam a lavar a cabeça neste período. Outras acham que o sangue menstrual é impuro, sujo. Um grande problema para a maioria das pessoas consiste em associar a visão do sangue com uma anormalidade, doença, hemorragia ou infecção. O sangue as assusta com a sua presença. Outras não estavam devidamente preparadas para a menarca (primeira menstruação), e adquiriram um trauma, que lhes confere diversos mal-estares neste período, sem que o percebam. O sangue menstrual surge em função de uma renovação da pele que reveste o útero, quando a mulher não engravida. Esta descamação da pele (mucosa), tem um efeito protetor do útero, segundo foi descoberto recentemente. Este sangue é isento de substâncias tóxicas ou impurezas perigosas [...]”.

“O ANJO VINHA TRAZENDO A BÊNÇÃO, MAS VOLTOU PORQUE TU NÃO ESTAVAS LIGADO”
Os anjos são executores das ordens de Deus que, quando manda algo para o seu servo, é porque está na hora. Temos que nos lembrar que os mensageiros de Deus não gastam nenhum tempo (segundo o nosso relógio) entre o recebimento de uma ordem e o cumprimento. Deus é; não era e não será. Ontem Ele é; amanhã Ele é. Um pouco difícil, mas uma verdade já declarada em toda a Bíblia, inclusive (Hb 13.8).
Os anjos não têm arbítrio para recuar uma tarefa divina e não é onisciente para saber discernir que, está ligado ou não. Quem conhece os pensamentos é o SENHOR, (Sl 139. 1,2).
O exemplo de um desligado que alcançou a bênção de Deus pela manifestação de uma atividade angelical foi Balaão, (Nm 22).

“NÃO SE PREOCUPEM COM O NÚMERO REDUZIDO DE PESSOAS, OS BANCOS ESTÃO CHEIOS DE ANJOS”
Anjos não se sentam na igreja porque não dependem de espaço físico. Os bancos são projetados para pessoas humanas. Os anjos são seres espirituais “Ora, a qual dos anjos jamais disse: Assenta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos por estrado dos teus pés?Não são todos eles espíritos ministradores, enviados para serviço a favor dos que hão de herdar a salvação?” (Hb 1.13,14).
Na maioria dos casos, esta frase é usada quando um pregador visitante quer agradar ao líder local pelo desconforto pelo número reduzido de pessoas no culto.

NESTA NOITE VIERAM, APENAS, AQUELES QUE DEUS PERMITIU, POR ISSO HÁ POUCAS PESSOAS”
Deus não proibiu a ida de outras pessoas aos cultos com baixa freqüência. Do jeito que se falam, parece que Deus “não permitiu” a presença de outras pessoas. Na verdade o que falta em nós é um maior empenho na realização da obra de Deus, (1 Co 15.58).
Em Lc 14. 15-24, temos uma parábola onde uma festa era oferecida e os convidados faltaram. O senhor poderia dizer: “A festa vai ser realizada só com os que Deus permitiu: a família e os empregados”; mas fez diferente, não se conformando mandou que buscassem os aleijados, mancos, cegos. Depois disto ainda havia lugar. Ao invés de admitir as cadeiras vazias o senhor mandou que buscassem mais adiante nos caminhos e atalhos e”forçassem” a entrar, para que a casa ficasse cheia. Era uma festa. Da mesma forma, os nossos devem ser tratados. Quando houver poucas pessoas, se for necessário comentar, que se diga: “Não fomos operosos o suficiente para enchermos todos os espaços”.

“VOCÊ DEMONSTRA O TAMANHO DA SUA FÉ PELO VALOR DE SUA OFERTA FINANCEIRA DADA”
As ofertas devem ser voluntárias e com amor. A fé pode ser demonstrada de muitas formas além do referencial financeiro. É claro que na forma de contribuição pode-se, de uma certa forma, mensurar a fé através do valor ofertado, mas isto é parte não maior, dentro deste um tema bastante abrangente.
Jesus não estava recolhendo ofertas quando Pedro manifestou a sua pequena fé, (Mt 14.31); Um a frase que foi declarada por Jesus (Mt 8.10) como manifestação de grande fé não era de natureza financeira: “dize somente uma palavra e o meu criará ficará curado”, (Mt 8.8).

“SE VOCÊ NÃO GANHOU A SUA FAMÍLIA PARA JESUS, COMO ENTÃO PODERÁ GANHAS OUTRAS PESSOAS?”
Em nenhum lugar da Bíblia diz que “evangelização começa em casa”. É impressionante como se ouve isto por aí; sempre produzida por líderes ou pessoas que não se envolvem com missões. Os vocacionados e envolvidos sabem muito bem que a ordem de testemunhar é em todo o mundo, “Portanto ide, ensinai todas as Nações...” (Mt. 28.28).
A referência que fazem (At 1.8) é um erro exegético por que o versículo cumpriu-se em (At 2); e, se alguém quiser usa-lo por analogia, convém estar atento para os conectivos de indicação de simultaneidade que nele estão contidos.

“O SEU PASTOR É HOMEM DE DEUS, CONSAGRADA E UNGIDO POR ELE, MAS NÃO TEM VISÃO ESPIRITUAL”
O homem de Deus consagrado sempre tem a unção, isto é consenso até pelos usuários da frase. O interessante é observar (1 Jo 2.20) “E vós tendes a unção do santo e sabeis tudo”. Um homem de Deus é protegido por Ele, nunca ficará no escuro; e despenseiro dos mistérios do SENHOR, (1 Co 4.1). Em apocalipse os ministros de Deus são anjos da igreja e tem luz própria, são estrelas, (Ap 1.20).

“QUANTO MAIOR O CUMPRIMENTO DA MANGA, MAIOR O TAMANHO DA LÍNGUA”
Ouvi esta frase pronunciada por alguém estava referindo às irmãs de um círculo de oração. Fiquei perplexo com a proposição e passei a observar se tinha fundamento.
Que surpresa!
Descobri que as irmãs que usam mangas compridas não são diferentes das outras, nem na oratória nem na anatomia;
Percebi também que as irmãs que usam mangas curtas não falam menos; conheço uma que é professora e fala bastante;
Por fim, não encontrei nenhuma irmã muda por não usar mangas e nenhuma sem língua por usar estilo “tomara-que-caia”.

“EU PREFIRO TER UMA IGREJA COM POUCOS MEMBROS SANTOS A TER UMA CHEIA COM CRENTES COMUNS”
Alguém falou o seguinte, referindo a uma igreja assembleiana com mais de sete mil membros, no Rio de Janeiro: “Encher assim, abrindo as portas para o mundo, é mole; quero ver encher de pessoas que preservam os costumes”. Provavelmente esta pessoa prefere uma igreja só de perfeitos, ainda que com o número de membros reduzido.
É impossível definir quem são os participantes da igreja verdadeira. Sabemos que ela esta presente em muitas denominações e que só o senhor sabe quem são os membros reais. A missão da igreja é encher a casa de Deus (Lc 14. 15-24), a salvação é por conta de Deus.
Jesus propôs uma parábola maravilhosa sobre o assunto em (Mt 13.24-30), onde diz: “Deixai crescer ambos juntos até à ceifa...”.

DEUS ME PROTEJA COM A SUA PRECIOSÍSSIMA GRAÇA  




Ev. Enoque Rodrigues Nogueira
Ministro do Evangelho, Bacharel em Teologia e Mestrando em Ciências da Religição pela FETSU, Pregador da Palavra e Palestrante.
Membro da Igreja Evangélica Assembléia de Deus na Penha - Rua Montevidéu, 1191 - Penha - Rio de Janeiro - RJ.




Postar um comentário