segunda-feira, 11 de junho de 2012

Solução para o caos


Mesmo em meio à confusão, desordem, vazio e trevas, Deus nos ama.

Ainda que ninguém, nem nós mesmos, demos nada pela vida, e que ninguém acredite que haja uma saída, Deus nos ama.

O criador se interessa pelo que somos. Além disso, ele conhece o nosso ilimitado potencial e quer nos ajudar a desenvolvê-lo. O Espírito de Deus presta atenção e se move em mim e em você. “O mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis”. (Rm. 8.26).

O Espírito Santo atua, hoje, como atuava no início da criação e, Deus quer criar uma vida nova no coração arrasado, uma existência cheia de beleza, alegria, diversidade e luz.

O fato de nos sentirmos desorientados e confusos, com tudo em desordem, geralmente provoca sensações de grande angústia e ansiedade. Gostamos de ver as coisas em ordem, certinhas, previsíveis, tudo no seu lugar, quando isso não acontece ficamos desesperados. Mas, a desordem nas mãos de Deus, pode gerar grandes mudanças.

A desordem pode representar o fim da linha, a morte de um tipo de vida que não agrada a Deus, nem a nós. Estar confuso e aflito pode ser o indício de que já não se sabe fazer as coisas do nosso jeito; daí, decidir fazê-las à maneira de Deus.

Nos momentos, em que não sabemos o que fazer, em que não há saída nem perspectiva, temos a possibilidade de nos tornar como barro flexível e maleável nas mãos do oleiro – sem dogmas, projetos, preconceitos, pressupostos ou condições. Então o Senhor pode realizar uma obra profunda e radical em nossa vida. Nesse momento, o caos estéril se transforma em uma porta para fertilidade.

Deus tem uma palavra de cura para todo coração confuso, uma palavra põe fim aos caos que coloca tudo nos seus devidos lugares, que reorienta, redireciona, ilumina e liberta; Deus tem uma palavra para o coração de todas as pessoas.

Essa Palavra é Cristo “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez” (Jo. 1.1-3). O termo aqui traduzido como verbo é logos, que em grego significa palavra (não um vocábulo, mas uma linguagem que transmite ideia, mensagem).



Jesus é o logos de Deus, ele é a Palavra encarnada de Deus, pois “o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai” (Jo 1.14). Através dele, Deus fala de maneira mais pessoal, mais íntima, mais poderosa e mais clara que pode existir. Foi Jesus quem deu luz a terra, e é ele quem pode trazer luz à nossa vida.

Podemos ter a vida totalmente restaurada, reconfigurada, recriada pelo poder de Deus. ”E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.” (2 Co. 5.17)



Lidiomar T. Granatti (Litrazini)
Fonte:http://www.reflexoesevangelicas.com.br 


Postar um comentário