sábado, 24 de março de 2012

Que sejamos dignos

Que sejamos dignos:

Já parou pra pensar no amor de Deus? É algo incrível, infinito, de outro mundo...
Eu queria saber qual é o motor que move esse amor, qual é a máquina que o faz ser tão grande, tão poderoso, tão intenso.

Às vezes eu paro pra pensar: o que é que nós temos que faz com que Deus nos ame tanto? Nós vivemos errando, falhando para com Ele, e mesmo assim, Ele nos ama e nos perdoa. Uma e outra vez... O que Ele viu em nós?

Não sei o que é que temos de tão especial assim para que Jesus se entregasse por nós, para que deixasse o céu com toda a sua glória e viesse à Terra se sacrificar, conhecer a dor e o sofrimento, ser humilhado e morrer crucificado... Realmente não nos vejo merecedores de tão grande sacrifício e amor...

Mas sabe de uma coisa? É porque esse não é um amor humano!
Definitivamente, o amor dEle não é desse mundo. Não existe amor humano que se compare ao amor de Deus, nem amor de um pai, de um irmão, nem sequer o amor de mãe pode se comparar a esse amor. É maior que a natureza, que os mares, é maior que um planeta, que todas as riquezas e reinos desse mundo. É maior e mais bonito que o sol, é mais belo que uma estrela... Esse amor é maior que o mundo, é maior que tudo!

Porém, de tudo isso, o mais interessante é que não o merecemos. Mas mesmo assim Deus nos dá o Seu amor. Ele nos ama independente de qualquer cosia. O seu amor é incondicional. Então, façamo-nos dignos de recebê-lo.

Sejamos infinitamente gratos a Deus por ter-nos olhado lá de cima e nos visto merecedores desse amor, ainda que nós não vejamos assim. Adoremo-Lo mais e mais a cada dia, tenhamos o coração e a alma incansáveis, para podermos agradecê-lo a todo instante e dar-Lhe a honra e a glória que Lhe pertencem.

Que sejamos dignos de receber o amor de Deus.

Por Alinee Santos.
Baseado em algumas canções que, em determinado momento da minha vida, me edificaram.
Postar um comentário