sábado, 18 de fevereiro de 2012

A MÃO DE DEUS.


A MÃO DE DEUS.

A mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar.
Deus não quer que a benção se torne uma maldição.
Deus quer ti levar a um ponto em que você esteja pronto
para receber as promessas de dele em sua vida.
Não podemos ligar a nossa fidelidade a Deus com as bênçãos.
A nossa fidelidade a Deus não pode depender de benção.
Muitas pessoas dizem que no dia em que receberem algo que 
tanto espera, então farão a vontade de Deus.
 Dizem que, no dia em que Deus lhes der um bom emprego, 
uma boa casa, ou um grande milagre, só assim aceitarão
o plano de Deus para sua vida.
Deus não precisa desse tipo de amor. Porque esse amor
durará até que ela venha ser mandado embora da empresa.
Ou então durará até que o banco venha tomar a sua 
casa por falta de pagamento.
Durará até que as venham momentos difíceis.  
Isso não é amor. Porque amor não tem data de validade.
Pelo amor, Deus enviou seu Filho ao mundo, não teve 
prova maior para com o homem.
Quando Jesus morreu por nós, tínhamos uma grande 
resistência em aceita-lo.
As mesmas bocas que gritavam por um milagre, foram 
as mesmas que gritavam crucifica.
Mesmo rejeitado ele não se importou, se entregou.
Como seria se Jesus tivesse esperado a nossa mudança.
Com tudo isso se entregou, em nenhum momento
se poupou, nos amou sem receio, um amor incondicional,
porque um amor de Jesus é sem igual. 
Não podemos nem pensar em colocar Deus na parede.
Alguns dizem, o Deus é ou não é. Deus é e ponto!
O mundo têm o dizer que, Deus tarda mais não falha.
Isso é uma grande mentira, Deus vem na hora certa!
         Deus não é que nem eu e você, que chama alguém
para comer em casa e sai correndo na geladeira pra
ver o que tem para como.
Quando Deus promete já está pronto para se cumprir.
Quando você entende essa promessa, sua vitória é pra já.
Postar um comentário