terça-feira, 24 de abril de 2012

Transtornos de ansiedade: Quando a ciência falha, Cristo garante a cura.




Por Cristiano Santana

Acabei de assistir à serie "Obsessed" transmitida pela A&E Network. Essa série descreve a luta real e o tratamento de várias pessoas contra os transtornos de ansiedade, incluindo transtorno obssessivo-compulsivo, transtornos sociais e vários outros da mesma ordem. Segundo o documentário, a ansiedade é a doença mental mais comum do mundo, afetando cerca de 3,3 milhoes de americanos. Apresento resumidamente alguns casos exibidos no programa":
  • Scott é germófobo, ou seja, tem medo de germes. Por isso lava as mãos 30 vezes ao dia, e não tem latas de lixo em casa. Ele também organiza suas camisas por cores no armário.
  • Nicole não suporta estar perto de pessoas que estejam com as mãos abertas e proíbe sua mãe de pronunciar qualquer palavra que tenha a letra "k". Também tem pavor de ser tocada por alguém.
  • Trina tem pensamentos ruins. Ela sempre acha que vai matar alguém. Por isso não fica perto de armas ou facas.
  • Rick se exercita 50 vezes por semana, 7 vezes por dia, por causa do seu medo de adoecer e morrer. Ele também toma um coquetel de dezenas de pílulas por dia sem necessidade alguma.
  • Karen também tem medo da morte. Além disso, não consegue ficar em ambientes escuros. Por causa do receio de ser atacada por um estranho, ela checa toda casa antes de dormir: debaixo da cama, armários,atrás do espelho, etc.
  • Russ é um acumulador. Ele não consegue se desfazer de objetos que tenham algum valor sentimental. Por isso é praticamente impossível andar dentro da sua casa, entulhada de objetos por todos os lados.
  • Todd tem tricotilomania que é a mania de arrancar pêlos do corpo.
  • Christa fica seis horas por dia, em frente ao espelho, arrancando pedaços da pele do rosto com uma pinça. Por causa da sua compulsão seu rosto sempre está cheio de feridas e curativos.
  • Nidia não gosta de se sentir suja. Ela lava as mãos 100 vezes ao dia e tem medo de evacuar. Depois de ir ao banheiro, ela toma um banho que dura entre uma e três horas. O seu ritual de limpeza inclui a utilização de um enema para limpar o intestino e uma escova de dente para alcançar lugares no reto, inacessíveis à sua mão.
As pessoas acima mencionadas são submetidas à terapia cognitivo-comportamental que dura 12 semanas, aplicada por psicólogos clínicos. A evolução do tratamento de cada paciente é documentada, sendo que o método mais utilizado pelos especialistas foi a exposição, que consiste em expor o paciente ao ambiente ou situação que lhe causa ansiedade, promovendo assim o que é chamado de dessensibilização. O germófobo, por exemplo, é exposto a ambientes sujos; o claustrofóbico, a ambientes fechados; o acumulador é desafiado a desfazer-se de vários objetos, até que o medo até reduzido.

O espectador, ao assistir tal documentário, espera sempre resultados positivos e duradouros. De fato, percebe-se que os especialistas conseguiram bons resultados com a abordagem cognitivo-comportamental, reduzindo o nível de intensidade das compulsões, mas fica evidente que os avanços foram bastante limitados.

Alguns pacientes simplesmente abandonaram o tratamento, como o Rick e o Todd, por exemplo. Outros pacientes progrediram bastante, mas depois voltaram às suas manias. Quanto ao restante, eu realmente não sei se eles mantiveram a mania sob controle até o dia de hoje.

Assistir a esse programa somente aumentou a minha convicção de que a alma humana ainda é um profundo mistério para a ciência. Alguns tipos de comportamentos, manias, vícios, compulsões, etc., parecem ser terrivelmente resistentes a qualquer tipo de tratamento médico ou psicológico. São como monstros internos que só podem ser amansados por um curto período de tempo, mas depois irrompem das câmaras escuras do ser para escravizar novamente o ser humano.

Creio que alguns tipos de desordens têm fundo espiritual, e estão intimamente conectados ao problema do pecado original. Parece que cada um de nós tem a propensão de sofrer com algum tipo de vício ou mania, especialmente quando estamos alienados da graça de Deus. Alguns são portadores de manias mais brandas, outros, de transtornos mais severos.

Para a maior parte desses casos, creio que só Jesus Cristo é capaz de proporcionar a verdadeira cura. Lembro-me do caso do endemoniado gadarano (Marcos 5.1-20). Diz-nos a Bíblia que ele se feria com pedras. Não seria essa autoflagelação uma compulsão que aquele pobre homem era incapaz de evitar? O relato histórico nos diz que Jesus Cristo curou aquele homem completamente, libertando-o instantamente do seu comportamento autodestrutivo, sem terapia e sem a psicanálise freudiana. Bastou apenas a aplicação do poder libertador do Espírito Santo. Não quero dizer com isso que todo transtorno de ansiedade é causado por demônios. Existem muitos comportamentos que se instalam na pessoa por causa de um trauma na infância, por exemplo. O problema é que alguns comportamentos enraizam-se de tal forma na estrutura da "psique" humana, que só um milagre é capaz de libertá-las. O nome desse milagre é: NOVO NASCIMENTO.

Também não pretendo desqualificar os esforços científicos no tratamento dos transtornos de ansiedade. O homem sempre tem de avançar no conhecimento dos complexos mecanismos comportamentais e cognitivos que moldam a personalidade humana. Mas considero necessário que os especialistas sempre tenham consciência de que a mente humana é um universo infinito, incapaz de ser decifrado pelo próprio homem, e de ser controlado completamente através de ferramentas cognitivas ou pílulas milagrosas. Só existe um Ser que é capaz de vasculhar toda a imensidão da mente e de encontrar o exato ponto que necessita de um ajuste: Deus, o criador da alma humana.
Postar um comentário