domingo, 22 de abril de 2012

EU NÃO SEI CANTAR!


 Por Jefferson Rodrigues
Sempre me encanta ouvir uma bela voz, afinada, dentro do compasso musical. Acredito verdadeiramente que é um precioso talento natural que Deus concede a algumas pessoas. Com base nesta afirmação, eu tenho completa certeza de que EU NÃO SEI CANTAR! Sou um completo desastre na hora de entoar alguma canção, especialmente, quando sou “obrigado” (pela falta de “voluntários”) a entoar os hinos da Harpa Cristã, hinário adotado pelas Assembléias de Deus.
É neste momento que muitos começam a criticar de forma velada ou escancarada a minha desafinada forma de cantar. Mas me pergunto: O que o Senhor acha da minha afinação, daquilo que oferto a Ele naquele momento? Como afirmei no início, eu verdadeiramente não sei cantar, mas pela graça de Deus sei louvar e principalmente, EU SEI ADORAR AO NOSSO DEUS!! Mas qual a diferença entre cantar, louvar e adorar? Vejamos então:

Quando falamos em cantar, me refiro ao conjunto de notas, harmonia, melodia e tudo que integra uma composição musical. Cantar significar expressar através da voz todo este conjunto de qualidades, que denotam uma forte capacidade artística e intelectual, natural em alguns seres humanos e adquirida em outros através do esforço e do estudo da ARTE MUSICAL. Este atributo não é exclusividade daqueles que servem ao Senhor, até mesmo pessoas que vivem no “mundo” podem e cantam muito bem!
Entendido o que é cantar, vamos entender o que é louvar. Em primeiro lugar deixo claro que louvar significar bendizer alguém, não necessariamente ao Deus Criador. Podemos louvar alguém pela suas qualidades pessoais, exaltando, por exemplo, sua honestidade, fortaleza, riqueza ou pobreza. Neste sentido, quando louvamos ao Nosso Deus estamos, estamos falando de seus atributos maravilhosos e isto não requer técnica vocal, estudo sobre música e tudo mais. Para louvar ao Senhor é necessário apenas saber que Ele é digno de todo louvor, vejamos o Salmo 100: “[...] louvai-o, e bendizei o seu nome. Porque o Senhor é bom, e eterna a sua misericórdia; e a sua verdade dura de geração em geração.” (Salmo 100.4b, 5). Por isto meu querido irmão sinta-se motivado a louvar ao Senhor, mesmo que alguém o desmotive, falando que sua voz não é das melhores, lembre-se que a Palavra de Deus nos diz que TUDO E TODOS DEVEM LOUVAR AO SENHOR (confiram o Salmo 148)
Por fim apresento a adoração. Adoração refere-se não a uma bela melodia entoada, ou a meras palavras de exaltação, ela se dirige a um estado de espírito em que o ser humano aproxima-se de Seu Criador através de todo o seu ser, inclusive de seus lábios. Por este motivo o Senhor reprovou o povo de Israel, porque eles louvavam ao Senhor com a boca mais seu coração (adoração) estava longe do Criador (Isaías 29.13). O próprio Jesus afirmou “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.”(João 4.23). Adoração envolve todo o nosso ser, envolve espírito, alma e corpo. Todos os nossos sentidos devem se voltar para exaltação do Senhor, é um misto de louvor (lábios/corpo), sentimento (alma) e contemplação do futuro, a verdadeira esperança do que há de vir, do reencontro com o Pai (espírito).
Adoração não é apenas sentimentos, mas requer um culto racional (Romanos 12.1), nosso agir com entendimento, para que através de nós nosso Deus seja glorificado. Podemos afirmar que envolve ainda comportamento, a nossa maneira de viver, afinal as nossas boas obras levam aos homens a Glorificar nosso Pai que estás nos céus (Mateus 5.16).
Meu querido (a) se você é como eu, desprovido (a) de talento natural para entoar uma bela canção, não se preocupe com isto, nem se sinta envergonhado (a), pois o Deus que te formou conhece perfeitamente a sua voz e o desejo de seu coração (Salmo 139). Lembre-se de uma coisa existem muitos cantores seculares que possuem uma voz esplendida e encantam uma grande multidão. Contudo, mesmo diante de tão grande perfeição musical, o Senhor não atenta para a voz de tais pessoas. E o pior, existem muitos “Levitas” que estão “levitando” em seu próprio ego e por isso, não conseguem mais adorar ao Senhor e apenas cantam com suas belas vozes, mas não são recebidas como verdadeira adoração e perfeito louvor pelo Pai Celeste. Em contrapartida, o que o Divino criador espera de nós é nosso sincero louvor e a nossa adoração em espírito e em verdade (João 4.24).
Lembre-se disto, não importa sua afinação, mas o que importa é a sua disposição de se entregar ao Senhor. Agora, se você pretende seguir carreira musical, mesmo que seja um adorador genuíno, não se esqueça de se aperfeiçoar e se dedicar, pois com certeza você irá melhorar bastante! Fica a dica!

Adorando alegremente a Cristo,
Jefferson Rodrigues
Postar um comentário