terça-feira, 17 de abril de 2012

Pecado: Rebelião contra Deus!



Amados, quando nossos primeiros pais foram criados no Éden, a santidade e a justiça de Deus os revestiam. Quanta glória! Não sabemos quanto tempo isso durou... Pois, sabemos que o Senhor vinha estar com eles, à brisa da tarde. Quanta honra!


Entretanto, eles não prevaleceram nesse estado, porque deram guarida ao tentador, que pôs no coração deles, a semente do pecado, do mal. Daí, o desvanecimento da Glória e Justiça de Deus; ficou conspurcada a imagem do Criador em suas vidas, enegrecendo-se neles, o brilho da presença divina! Hecatombe! Que desdita!

Quero salientar, no que diz respeito à Santidade, principal atributo de Deus, e santidade, reflexo daquela, o único estilo de vida inaugurado pelo Filho de Deus, Jesus, a todos os seus seguidores.

Quando Adão e Eva pecaram, deixaram de viver essa vida divina, esse modo de viver autêntico, concedido por Deus, à humanidade por Ele criada. Deixaram de viver vida eterna, vida santa e abundante.
Com a natureza pecaminosa, começaram a viver vida natural com maldade, seduzida por Satanás; vida sem a presença divina, cheia de tristeza e aflição.  Cardos e espinhos.
Daí surgiu a impureza, a imundícia, a corrupção, a podridão, a vingança, a mentira, a desonestidade, o egoísmo e muitos outros assemelhados.
O homem passou a viver vida de si mesmo, amar-se muito mal, desordenadamente. Faltaram-lhes brilho, resplendor e glórias divinas!

Passaram-se os tempos, e Deus por amor a sua criação, deu-lhes Leis e mandamentos para viverem, praticando-os, e voltar àquele estilo de vida original, quando estavam no Paraíso.

Até hoje, essas Leis e mandamentos perduram, porque a palavra do Senhor dura para sempre! Quando vivemo-los em obediência, rigorosamente e com amor, somos revestidos espiritualmente daquela santidade que nossos primeiros pais haviam experimentado naquela época paradisíaca.
Doutra sorte, quando ainda teimamos e não vivemo-los para o nosso bem, certamente estamos ofendendo a Deus; porque toda desobediência é uma rebelião contra o modo de viver exigido por Ele. É pecado.
Certa vez disse Deus: “_... Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a oferta de ovelhas...” (I Sm. 15,22b).
Cerimonias religiosas ou rituais são vazios a menos que sejam apresentados com atitude de amor e obediência. “Ser religioso”, ir à Igreja, trabalhar em um Departamento, fazer doações à assistência social, etc., não é suficiente se não agimos com devoção e obediência a Deus.

Rebelião e teimosia são sérios pecados. Eles envolvem muito mais do que ser independente e firme em seus pensamentos. A Bíblia os compara à bruxaria, pecado digno de morte. A rebelião contra Deus talvez seja o pecado mais sério de todos porque, ao se rebelar, a pessoa fecha a porta para o perdão e a restauração com o Senhor.
Fonte: Fazenda do Job
Postar um comentário